Etel Frota é eleita imortal da Academia Paranaense de Letras

nos2.jpg

A escritora paranaense Etel Frota, autora do livro que inspirou o espetáculo Penélope Pelo Avesso na Comparsaria Cênica, foi eleita nesta quarta-feira (11) a nova imortal paranaense. Com isso, Etel passa a ocupar a cadeira de número 22 da Academia Paranaense de Letras. Ela é a 12ª mulher a ingressar neste grupo de autores imortais.

 

“É, ao mesmo tempo, uma alegria e uma responsabilidade. Estou muito grata aos acadêmicos que me honraram com os seus votos, assunto para vaidades e inspirações. Sei, porém, que assumo hoje publicamente o compromisso de manter minha produção à altura de tal prestigiamento, assunto para trabalho e transpirações”, disse Etel ao saber que havia sido eleita.

 

Ela concorreu com outros dois autores escritores e recebeu 19 votos, concorrendo Márcio Renato dos Santos e Carlos Magno Corrêa Dias. A escritora ocupa a cadeira deixada vaga após a morte de João José Bigarella em 2016.

 

Natural de Cornélio Procópio, a escritora é, ao lado do amazonense Thiago de Mello, autora do livro de poesias Artigo Oitavo, que foi inspiração para que a Comparsaria Cênica produzisse o espetáculo Penélope Pelo Avesso, apresentado em cinco oportunidades: nos festivais de Teatro de Curitiba em 2016 e 2017, em temporada estendida na sede da Comparsaria em abril de 2016, em única apresentação no Teatro da Praça, em Araucária, em junho de 2016, e em temporada no Teatro Zé Maria, entre junho e julho de 2017.

 

Etel também é autora do livro "O Heroi Provisório", seu primeiro romance, que recentemente foi lançado em Curitiba e que também teve lançamento na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) de 2017.