Escritor paulista Helvio Tamoio lança livro “Quem faz arte Deus castiga?”  em Curitiba

 

Segundo o autor, obra busca “as raízes da nossa gente”; lançamento ocorre na Comparsaria Cênica

16426279_1251286834962754_302391410616510304_n.jpg

O escritor paulista Helvio Tamoio vem a Curitiba nesta terça-feira (14) para o lançamento do livro "Quem faz arte Deus Castiga?", que traz ilustração de Guma Bastos. Ele chega à capital paranaense após passar por várias cidades do Brasil apresentando este novo trabalho. A obra traz uma reflexão sobre o sustento profissional no campo artístico. O lançamento em Curitiba será a partir das 19h30 na Comparsaria Cênica, companhia de teatro localizada no bairro Alto da XV.

 

O livro, segundo ele, surgiu a partir de uma necessidade de relatar contextos históricos que não são do interesse de grandes editoras e distribuidoras de obras, "no sentido de buscarmos as raízes da nossa gente para que possamos construir os fazimentos mais próximos de nossa gente e realidade. A diretriz é de reunir relatos de jovens trabalhadores que tenham a produção artística como meio de sobrevivência”, diz. Ainda segundo Tamoio, a escolha do tema “passa pela necessidade reflexiva dos meios em que estamos atuando, as condições efetivas de trabalho e, ao mesmo tempo, as dificuldades encontradas na constituição de seus caminhos", explica.

 

Em suas apresentações sobre a obra nas cidades brasileiras, Tamoio realizou rodas de conversa e debates com os presentes a respeito do livro. Apesar de o conteúdo das páginas não possuir um público alvo definido pelo autor, o paulista afirma que aponta a obra “para profissionais das diferentes vertentes da arte. De artistas a gestores o foco é o de construir políticas efetivas para o desenvolvimento destes trabalhos", explica.

 

A divulgação do trabalho é feita por meio da Comitiva Paracatuzum, um grupo de produção cultural formado por uma rede de profissionais dos diversos cantos do país, de acordo com o autor. Tamoio e sua equipe se reúnem nas cidades em parcerias com centros culturais, cineclubes, companhias cênicas, escolas e entidades de arte, cultura e pensamento.

 

Nesses locais, a comitiva realiza as rodas de conversa. Em Curitiba, essa parceria foi feita com a Comparsaria Cênica. "Fazemos rodas semanais em cafés, trimestrais para avaliarmos trabalhos, diariamente durante as filmagens. Pois, as rodas são os momentos para limparmos os caminhos e seguir na caminhada", explica o autor.

 

Sobre Helvio Tamoio

 

Cortador de cana, radialista, mascate de ideias, proseador, Helvio Tamoio é filho de Dona Nica e Seu Tata. Nascido na Usina Tamoio (Araraquara-SP), Helvio assumiu como sobrenome o nome da usina onde foi criado. Enxerga e transforma o mundo através de histórias que tomam contorno de contos, causos ou parábolas. Histórias que lembrando o passado ensinam e constroem o presente. Um ‘nó de cana’, por definição um sujeito que no meio do canavial quebra regras, não anda conforme a procissão. ‘Também da Garapá’ porque da inquietude abandona o mar verde e percorre o Brasil em fazimentos e criações culturais.

 

Serviço

 

Lançamento do livro “Quem faz arte Deus castiga?”

Onde: Comparsaria Cênica

Endereço: Rua Camões, 515, Alto da XV. Curitiba

Quando: terça-feira (14)

Que horas: 19h30