Poesia de Etel Frota estará em espetáculo do Festival de Teatro de Curitiba

Peça Penélope Pelo Avesso, da Comparsaria Cênica, integra a Mostra Mundana, dentro do Fringe

penelope.jpg

A poesia da escritora paranaense Etel Frota e do amazonense Thiago de Mello estarão novamente nos palcos do Festival de Teatro de Curitiba. O espetáculo Penélope Pelo Avesso, qu11 94588-5050e reúne poesia, música e teatro e trata da singela relação entre mães e filhos, volta ao festival dentro da 1ª Mostra Mundana, uma série de espetáculos que integra o Fringe. As apresentações, produzidas pela Comparsaria Cênica, ocorrem no Centro Cultural Boqueirão, em Curitiba, a partir desta quarta-feira (29).

 

Apresentada pela primeira vez na edição de 2016 do Festival de Teatro, Penélope Pelo Avesso conta a história de três famílias de mães e filhos, que passam por situações corriqueiras de travessuras, ensinamentos, conversas e a dor da perda de um pelo outro.

 

O público será convidado a acompanhar o espetáculo dentro das dependências do Centro Cultural Boqueirão como se estivesse dentro de uma casa, e não ficará apenas nos tradicionais lugares da plateia, conforme explica o diretor da Comparsaria Cênica, Helio de Aquino. “Quem vier assistir ao espetáculo vai se movimentar junto com os atores, de acordo com as cenas que acontecem na peça”, explica.

 

Penélope Pelo Avesso é inspirada na obra Artigo Oitavo, de autoria de Etel Frota e de Thiago de Mello. O livro traz um conjunto de poesias, que foram adaptadas ao palco com base em referências biográficas da relação entre mãe e filho. “Penélope Pelo Avesso” é uma das poesias presentes no livro, mas outras foram adaptadas para as canções e cenas.

 

O espetáculo foi apresentado pela primeira vez em março de 2016 e teve temporada estendida após o término do Festival de Teatro de Curitiba.

 

Serviço:

 

Penélope Pelo Avesso

Local: Centro Cultural Boqueirão

Endereço: R. José Guercheski, 299 - Boqueirão, Curitiba

Datas: 29, 30 e 31 de março

Horário: 20h

Entrada: pague quanto vale